Livro: Série Deltora Quest

Por Davi Paiva

Quando arrumei meu primeiro emprego com carteira assinada em 2008, comecei a saciar uma fome de livros que me perseguiu a vida toda. E ter uma livraria ao lado do local que eu trabalhava facilitava ainda mais as coisas. E foi lá que conheci a série Deltora Quest, da escritora australiana Emily Rodda ilustrada por Marc Macbride.

 

Primeiro volume da série Deltora Quest

Primeiro volume da série Deltora Quest

 

Esta série possui 15 livros, sendo 8 na primeira fase, 3 na segunda (livros de bordas vermelhas) e 4 na terceira (borda roxa), mas não são muito extensos. Os da primeira fase mal alcançam 110 páginas e os da segunda chegam a uma média de 120 páginas enquanto na terceira, temos aproximadamente, 160 páginas.

A série conta a história do reino de Deltora, formado pela união de várias tribos bárbaras que cederam uma joia cada uma para compor o cinturão de Deltora forjado e usado pelo primeiro rei, Adin. São a ametista, rubi, topázio, opala, lápis-lazúli, esmeralda e o diamante. Infelizmente seu descendente de várias gerações rei Endon e sua esposa Sharn por questões políticas deixaram o cinturão de lado e sofreram um golpe de estado, tendo o reino tomado pelo Senhor das Sombras (nome legal para um vilão, não acham?). E enquanto estes se refugiaram, o filho do melhor amigo do rei e protagonista da série, Lief, procura reunir as pedras espalhadas pelo reino. Para tanto, este jovem de 16 anos contará com a ajuda de Barda, um ex-guarda do palácio que vivia como morador de rua e Jasmine, uma habitante de uma região selvagem chamada Florestas do Silêncio (o primeiro lugar visitado pelos heróis). Para atiçar a vontade dos leitores e não dar tudo de mão beijada, não vou contar o que se passa na segunda nem na terceira fase da história. Mas digo que vale a pena.

 

A autora, Emily Rodda

A autora, Emily Rodda

 

Minha opinião: segundo boatos, a autora criou a série depois de ver os filhos jogando videogame. Logo não é a toa que cada livro é uma “fase” levando a um objetivo maior. Os personagens vão ganhando aliados e ficando mais precavidos e estratégicos em suas empreitadas. Apesar de ser uma história em um mundo mágico de criaturas criadas pela autora (que esbanja criatividade na tarefa), somente Lief conta com ajuda sobrenatural das pedras em determinados momentos já que algumas delas seguem regras para funcionarem. E falando no protagonista, uma coisa que acho legal nele é que ele é um personagem muito humano: não é um guerreiro excepcional, não conquista o público por beleza ou carisma e nem chega a ficar mais forte a ponto de enfrentar sozinho algum monstro que teria que contar com a ajuda dos amigos. Destaque também para as charadas, puzzles e enigmas que eles têm que resolver (alguns dá vontade de resolver sem ler).

A série ainda possui uma adaptação em anime elogiada pela autora (infelizmente não a vi para opinar) que segundo informações, possui coisas que não ocorrem nos livros. Emily Rodda já recusou a ideia de ter a sua obra adaptada para o cinema, pois alega que muitas informações importantes seriam cortadas ou alteradas na adaptação (viu Rick Riordan? Foi isto que fez o filme do Ladrão de Raios ser uma porcaria!!!) e também um mangá publicado.

Grau de indicação: médio alto. É divertido ver como as coisas começam. Mas confesso que fui ficando meio cansado no decorrer dela por volta do volume 5 ou 6 da primeira fase. Mas a autora é boa e não deixa a peteca cair finalizando o volume 8 de forma que caiu o meu queixo. Dali em diante você devora a segunda e a terceira fase para ver o quão magnífico ela vai encerrar as fases. E mais uma vez digo: vale a pena.

Para mais informações, vejam o site da série.

Boa leitura!

Anúncios

O Básico do Magic 3/3

Por Rafael “Lionheart” N. S.

 

Para fechar sobre o básico do magic, vou falar de duas coisas super importantes, mas que a maioria dos jogadores deixam de lado. A pilha e a prioridade.

 

PILHA

 

Algo muito importante no magic, e que muitos ainda se confundem.

Toda mágica jogada, ou habilidade ativada/desencadeada vai para a pilha.

A ordem de resolução da pilha começa pela ultima mágica ou habilidade que estiver nela.

Ex.: Um Jogador ativa joga uma mágica (1) que cause X de dano a uma criatura X/X, em resposta o oponente ativa uma habilidade(2) que aumente o poder da criatura em Y para sobreviver ao dano. Ainda em resposta, o primeiro jogador ativa uma habilidade (3) para redirecionar o dano para outra criatura.

Então, como nenhum jogador joga outra mágica, a pilha começa a se resolver. Primeiro a habilidade 3 redirecionado o dano para outra criatura, depois a habilidade 2 que fortalece a primeira criatura, e por ultimo a habilidade 1 que causa dano ao novo alvo.

Enquanto uma mágica estiver na pilha, ela pode ser anulada, redirecionado ou duplicada e ate removida. Cartas do tipo Mago da Guilda Nivix, só podem copiar a mágica antes dela ser resolvida.

Outro fato importante sobre a pilha. Habilidade de mana não caem na pilha. Ao ativar uma habilidade, ele vai para a reserva automaticamente não podendo ser feito nada em resposta. O mesmo vale para metamorfose, o ato em si de flipar uma criatura não pode ser respondido, só algum efeito que se desencadeie junto.

Importante: Habilidade de mana não podem ser anuladas, mas mágicas que gerem mana (como Ritual Sombrio) sim.

Após uma habilidade ir para a pilha, remover do campo de batalha sua fonte, não para a habilidade. Ex: Um jogador virar uma criatura para causar X de dano ao jogador alvo. O oponente em resposta joga uma mágica para matar essa criatura.

Note que apesar da segunda mágica agir primeiro e matar a criatura, sua habilidade ja estava na pilha e vai ser resolvida do mesmo modo.

 

PRIORIDADE

 

Algo muito importante, mas que a maioria dos jogadores nem sabem que existe no magic.

Apenas o jogador com prioridade pode fazer jogar mágicas.

A prioridade se inicia a cada etapa no jogador ativo. Se ele jogar algo, a prioridade continua com ele, e os outros jogadores tem que esperar ele terminar de fazer sua jogada para receberem a prioridade. Caso ele não faça nada, ele passa a prioridade para o proximo jogador. Caso esse, faça algo, ele pode responder a própria jogada, quando ele terminar a prioridade volta para o jogar ativo.

Quando ambos terminarem suas ações a pilha começa a se resolver. Quando a pilha estiver vazia, e ambos os jogadores passarem a prioridade sem fazer alguma ação, passasse para a próxima etapa do jogo.